A Mulher que Não Fez Nada na Vida

A Mulher que Não Fez Nada na Vida


Shaba chegou a porta do céu encabulada. Jamais tinha visto tamanha beleza. Olhando ao redor do lado de fora do enorme portão viu uma grande fila de pessoas que haviam realizados feitos importantes. Logo se colocou ao final da fila enquanto ouvia as conversas ao seu redor:

Está vendo aquelas 1000 igrejas ao redor do mundo?  – Mostrava orgulhoso o senhor de roupas elegantes – Eu que construi todas, do zero. Quando comecei não havia nada, hoje são mais de mil igrejas.

Mais pra frente uma mulher exibia orgulhosa uma pasta carregada de títulos:

– Tenho mestrado e pós doutorado em teologia na mais conceituada universidade que existe, passei anos da minha vida estudando as escrituras e era palestrante em diversos eventos, visitando mais de 15 países por ano para apresentar minhas palestras.

Um pouco mais a frente um senhor carregando uma sacola cheia de troféus furava a imensa fila. Shaba, cabisbaxa, olhava intimidada por tantos títulos e honrarias.

– Fui homenageado pelos mais importantes orgãos pela instituição que criei. Fui convidado de presidentes e figuras públicas para jantares, eventos e premiações.

O portão então se abriu e a fila começara a andar. Um a um, aqueles que estavam a sua frente iam sendo colocados de lado e impedidos de entrar. Sacolas com prêmios, títulos, dinheiro e realizações iam se amontoando do lado de fora.

Shaba pensou consigo mesmo que se estas pessoas que atingiram tantos títulos e posições em sua vidas tinham ficado de fora, o que seria dela que em seus 47 anos de vida não possuia sequer uma realização.

Ao se aproximar do portão foi recebida por Jesus que logo lhe perguntou:

Shaba, o que você fez da sua vida nestes anos que você viveu na terra?

Extremamente decepcionada e bastante irritada, Shaba começou a reclamar e justificar o quão injusta a vida lhe havia sido e como não havia tido nem ao menos uma oportunidade de realizar algo na vida. Nascera em um páis miserável, em uma cultura opressora em uma região de guerras e conflitos, e se tanto sofrimento não bastasse, passara os últimos 14 anos da sua vida cuidando de seu filho que ficara impossibilitado de andar por ter contraído poliomelite.

Explicou indignada para Jesus que cuidar de seu filho sem qualquer recurso lhe ocupava todo tempo e nunca teve a oportunidade de realizar nada importante.

E enquanto ela se preparava para continuar, Jesus a interrompeu.

Shaba… Você não está me reconhecendo? Eu sou o filho que você cuidou por todos estes anos.

E ao abrir o portão, Jesus recebeu com enorme alegria a mulher que realizara o maior feito que um uma pessoa pode alcançar. Ela havia cuidado do filho de Deus.

“…Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me. Então os justos lhe perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? ou nu, e te vestimos? Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te? E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes.” ~ Mateus 25:34-40

O menino da foto se chama Rashid Ahmad, de 13 anos de idade, ele não tem controle sobre seus braços e pernas, foi consolado por sua mãe em um “campo de plástico”, parte de um acampamento do governo em Sittwe, Mianmar, o campo recebe este nome porque os moradores usam materiais e sacos plásticos para improvisar habitações. “Os médicos disseram que ele tem poliomielite”, disse sua mãe. Crédito Tomas Munita para o The New York Times – Você pode ler a matéria inteira no link:

http://www.nytimes.com/2015/06/13/world/asia/myanmar-to-bar-rohingya-from-fleeing-but-wont-address-their-plight.html?hp&action=click&pgtype=Homepage&module=photo-spot-region&region=top-news&WT.nav=top-news

Categories

+ There are no comments

Add yours

Leave a Reply